Todos nós conhecemos o conceito de Empatia. Quando pensamos nesse tema, rapidamente lembramos da famosa definição “Empatia é colocar-se no lugar do outro”.

Mas será que realmente fazemos isso?

Quando alguém nos procura para contar algum problema, muitas vezes nos sentimos obrigados a dar respostas que mostrem o lado positivo ou, até mesmo, contar nossas experiências pessoais que (no nosso ponto de vista) foram piores, se comparadas a história que acabamos de ouvir.

Fazemos isso pois achamos que, para ser empáticos, temos que promover algum tipo de conforto à pessoa e que o contraponto dos fatos irá minimizar os sentimentos relatados. Diante de uma conversa difícil, nos sentimos obrigados a fazer com que as coisas pareçam melhores.

Mas isso nem sempre funciona.

Empatia, antes de ser expressada, precisa ser sentida.

Segundo Brené Brown, Empatia desperta o sentimento de vulnerabilidade pois, para que eu possa me conectar à outra pessoa, primeiro tenho que conectar com algo em mim que conhece esse sentimento.

A pesquisadora Theresa Weiseman, realizou um estudo sobre profissões que mais exigem empatia, e chegou aos quatro elementos necessários para exercê-la de maneira eficaz:

  1. Perspectiva: ver o mundo sob a perspectiva do outro.
  2. Ausência de julgamento : por mais que seja difícil, temos que evitar exercer um juízo de valor sobre o outro.
  3. Reconhecer a emoção do nosso interlocutor.
  4. Expressar que compreendemos o sentimento do outro.

Ser empático nem sempre é fácil A Neurociência explica que, imaginar como é ser outra pessoa e conectar-se com esses sentimentos, envolve atividades cerebrais complexa.

 

A empatia pode vir mais naturalmente para alguns do que para os outros.

No entanto, ampliar essa perspectiva, não requer uma grande transformação.

Podemos começar aos poucos…observando…percebendo em quais momentos precisamos ser mais empáticos e quais são nossas principais dificuldades.

Vá treinando…um passo de cada vez e, antes que você imagina, estará colhendo os frutos das relações baseadas na real Empatia.